A ala jovem da família Cavalcanti ganha ares maternais e paternais em ‘Brasil a Bordo’, a começar por Caravelle (Maria Eduarda de Carvalho) e Johnny Beautiful (Magno Bandarz). Em uma manhã, na mansão, Vadeco (Miguel Falabella) entra no quarto do casal e flagra a filha de cabeça para baixo sobre a cama. A aeromoça logo trata de explicar ao pai que está tentando engravidar do marido metido a artista, e conta que Johnny até já compôs a primeira música para o bebê que eles planejam ter. Momentos depois, Durval (Marcos Caruso) também flagra Camilinho (Rafael Canedo) plantando bananeira no quarto dele e de Decenove (Frank Borges) pelo mesmo motivo: o genro do piloto explica a ele que sente que é hora do casal ter um filho.

O programa vai ao ar sexta-feira, dia 16/mar
Fofura infantil à parte, em relação a desbancar Berna (Arlete Salles) e Gonçalo (Luís Gustavo), a família é guiada pelos sentimentos mais vingativos possíveis. Escondido do casal, o resto da turma se reúne em prol de um novo plano destruir o HD do casal deletar os vídeos que os dois guardam para ameaçar os parentes e funcionários da Piorá Linhas Aéreas. A matriarca e o marido, por sua vez, seguem se sentindo invencíveis e ditando todo tipo de ordens. Em uma das reuniões da companhia, Gonçalo chega até a fundar uma “República da Mesóclise”, para obrigar que todos façam o uso corretíssimo da língua portuguesa durante o expediente, sem qualquer espaço para deslizes.

Decretadas as ordens de Gonçalo, os funcionários encaram um novo dia de trabalho. Mas como as viagens da Piorá podem ser classificadas de diversas formas, menos como “convencionais”, o voo promete muitas surpresas para a louca tripulação que o comanda, principalmente para alguns membros específicos dela.

Foto: Berna (Arlete Sales) e Gonçalo (Luís Gustavo)

Crédito: Globo/João Miguel Júnior