Com o objetivo de iludir mais uma moça para a sua coleção de corações partidos, Uirapuru (Bruno Gissoni) se surpreende com a beleza de Josephine (Christine Fernandes). Os dois se conhecem em São Paulo, em um restaurante chique. Na ocasião ele lamenta ter que sair da capital para voltar ao Vale do Café. No momento em que o poeta menciona o local, Josephine se interessa: “Já ouvi falar do Vale do Café e me parece um lugar tão pitoresco”.

O episódio vai ao ar quinta-feira, dia 17 de maio
Para saber mais sobre ela, ele usa de sua sedução, como de hábito. “Deixei algumas pendências naquele fim de mundo. Não condiz com uma mulher claramente nobre e sofisticada como a senhora. Ou senhorita? Desculpe, mas não vejo uma aliança”, joga Uirapuru. Ela não se intimida e rebate a altura do bom vivant.  “Morei os últimos anos no Rio de Janeiro, antes disso em Paris. Assim como o senhor, sempre estive mais ocupada em sorver a vida. Já que tive a sorte de nascer com posses pra isso”, diz Josephine, aumentando ainda mais o interesse do rapaz, que observa suas joias caríssimas.

Após ser dispensado por Charlotte (Isabella Santoni), Uirapuru vê em Josephine a chance de dar a volta por cima e a convida para um jantar. A princípio ela hesita em aceitar o convite e menciona ter medo de lidar com estranhos. “E o senhor? Não tem medo?”, indaga Josephine com um tom de mistério no ar. Ele rebate a provocação com ironia: “Não dos vivos, só dos mortos…”.

Foto: Josephine (Christine Fernandes) 

Crédito: Globo/João Miguel Júnior