Desde que soube por Peppino que Flavinha é adotada, Lenita começou a nutrir esperanças de que a jovem poderia ser a filha que ela abandonou logo após o nascimento. As características físicas – os cabelos loiros e olhos claros da garçonete da hamburgueria – colaboram para esta possibilidade.

As cenas estão previstas para irem ao ar na segunda-feira, dia 9

Ainda assim, Ralf e Vittorio tentam tirar essa ideia da cabeça de Lenita por acharem que as chances de Flavinha ser Juliana são mínimas. “Não estou achando nada. Ainda. Só não quero descartar nenhuma possibilidade sem ir fundo, sem ter certeza. Coincidências existem. Não estou alimentando nenhuma fantasia doida por causa disso. Só quero conhecer a Flavinha melhor. Tem alguma coisa de errado nisso? Vou lá”, avisa a dona do Rota 94, que vai tentar investigar a história.

Para se aproximar da jovem, vale até deixar a dieta de lado e saborear um milk shake pra tentar colher informações “in loco”, ou seja: na hamburgueria.  Flavinha se surpreende com a presença de Lenita no local. “Puxa, a dona do Rota na hamburgueria, que inédito!”. Lenita aproveita para convidá-la para sentar. “Ih, Lenita… O gerente não gosta que a gente confraternize com os fregueses…”, explica. “Senta, se ele fizer cara feia eu digo que foi exigência minha”, pede Lenita. Durante o bate-papo, a irmã de Ralf aproveita para conhecer os hábitos da menina, jogam conversa fora e falam sobre o namoro com Hideo (Paulo Chun). Lenita, então, se ilumina quando Flavinha conta que seu point favorito nas horas de folga é o Rota. “Aliás, se eu tivesse um bar, ia querer que fosse daquele jeitão. Adoro tudo lá, tem a minha cara! Bom, na verdade acho que tem a tua cara, né? A nossa cara, vai?”, brinca. Antes de ir embora, Lenita deixa uma boa gorjeta para a menina e promete voltar em breve.