Elas têm quase 30 anos de carreira e pouco mais que isso de idade. Desde muito cedo, encaram a arte como trabalho e tiveram de conviver com uma vida inteira nas capas de revistas, na televisão e nos sites. Sandy e Fernanda Souza, aos 35 e 34 anos respectivamente, estão no ‘Conversa do Bial’, e são o retrato de crianças que começam uma carreira artística ainda bem cedo e que continuam sob os holofotes mesmo depois de adultas.

Com o histórico de uma família de cantores, Sandy e o irmão Junior queriam brincar de cantar – ainda que ela tivesse o desejo de ser bailarina e veterinária, tudo ao mesmo tempo. A carreira como cantora decolou e, mesmo assim, ela iniciou o curso de Psicologia e acabou optando por concluir o de Letras. “A gente chantageou muito meu pai para que ele deixasse a gente cantar. Como meu avô o apoiou quando ele começou, a gente insistiu, dizendo que nosso avô tinha incentivado os filhos”, lembra Sandy.

O programa vai ao ar quinta-feira, dia 12 de julho
A mãe, que ainda hoje acompanha a filha em seus compromissos, admite que não havia muita saída para a família naquele momento. “Não me restou nada a não ser apoiá-los. Sempre foi a nossa prioridade que eles tivessem os deveres e recebessem todos os ‘nãos’; tinham que ser crianças como qualquer outra. A gente dizia a eles: ‘Vocês não são, vocês estão no sucesso agora”, conta Noely Lima.

A própria Sandy, que enxerga toda uma musicalidade no filho Theo, reconhece que ela e o marido Lucas não querem que o pequeno entre para esse mundo tão cedo. “Enquanto ele for criança, a gente não vai deixá-lo ser artista. Pra gente, essa história deu certo, mas a chance de dar errado é muito grande”, avalia a cantora.

A atriz e apresentadora Fernanda Souza concorda com a amiga. Prestes a estrear o programa ‘Só Toca Top’, que apresentará ao lado de Luan Santana a partir deste sábado, dia 14, nas Américas; dia 21, na Europa e África; e dia 22, no Japão e Austrália, ela relembra o que já fez por conta do trabalho, de maneira sempre bem-humorada. “É uma pressão absurda, a gente fica muito mais responsável, tem que fazer tudo dar certo, existe muita pressão financeira. Eu, por exemplo, sustentava minha casa desde os 14 anos”, explica. “Eu nunca cantei, eu enganei um país inteiro (risos). Me chamaram para gravar um CD e eu gravei. Mobiliei um apartamento inteiro com o dinheiro daquele CD”, revela Fernandinha.

Uma curiosidade é que na mesma época em que já era admirada por muitas crianças brasileiras, Fernanda também nutria uma paixão por Sandy & Junior. E o sonho da pequena atriz, à época, era conhecê-los. “Eu era muito fã deles. Tinha uma agenda em que escrevi ‘quero conhecer a ‘coisa’ e o ‘coiso’’. Não coloquei os nomes deles para ninguém me zoar. Aí, corta a cena! Agora, recentemente, eu dormi na casa da Sandy!”, conta Fernanda, sentindo-se realizada e mostrando as voltas que a vida dá.

Ainda que diga que não sabe cantar, a atriz e apresentadora se arrisca ao lado de Sandy e solta a voz em uma música que faz sentido tanto para elas como para muitas de suas fãs: “Aquela dos 30”.

 ‘Conversa com Bial’ tem direção artística de Monica Almeida e direção de conteúdo de Ingo Ostrovsky. O programa vai ao ar no canal internacional da Globo nesta quarta-feira, dia 11, nas Américas; quinta-feira, dia 12, no Japão e África; e quarta-feira, dia 18, na Europa, África, Japão e Austrália.

 

Foto: Pedro Bial com Sandy e Fernanda Souza.

Crédito: Globo/Fábio Rocha