Emicida, Dois Africanos, João Gordo e Marina Moschen também participam da atração

Cid Moreira
Cid Moreira

A voz pode ser uma marca inconfundível. Em alguns casos, ela é quase um patrimônio nacional. Esse é o caso de Cid Moreira, um dos convidados do ‘Altas Horas’. Com um “boa noite” de fazer todo mundo se lembrar dos velhos tempos do ‘Jornal Nacional’, o apresentador conta, entre outras coisas, que demorou seis anos para gravar toda a Bíblia. E que, certa vez, na bancada do telejornal, acabou deixando escapar o pedaço de gengibre que costuma deixar na boca. “Isso faz muito bem para as cordas vocais”, afirma, mostrando que continua com o mesmo hábito até hoje.

Hoje as 21:50 na Globo Internacional

As cordas vocais também são motivo de atenção para os outros convidados da noite. João Gordo, vocalista do Ratos de Porão desde 1983, diz que, nos primeiros álbuns da carreira, não fazia questão de ser muito claro ao cantar os seus rocks, mas que, agora, quer que as pessoas entendam mais o que dizem as letras das músicas.

Responsáveis pelo som da arena desta edição do programa, a dupla Dois Africanos e o rapper Emicida também revelam que tentam cuidar de seu “instrumento de trabalho”, mas que nem sempre é possível. “Eu sempre tento seguir o que a médica ensina, mas quando chego no show e vejo aquela galera toda, eu faço tudo errado, grito mesmo”, revela Emicida. “Eu fazia coisas que achava que eram boas, mas que, na verdade, prejudicavam ainda mais minha voz”, conta Izy, de Dois Africanos.

Outro assunto que toma conta do programa é o vegetarianismo. João Gordo está há dois anos sem comer qualquer produto de origem animal, enquanto Cid Moreira explica que já não come carne desde os 30 anos. A única mulher no palco da atração nesta edição, Marina Moschen, comenta que, um dia, pretende deixar de comer esse tipo de alimento. “Eu como de tudo e amo doce, mas estou querendo um dia não comer mais carne”, diz a atriz, que estará em ‘Rock Story’, próxima novela das sete.

Como é de praxe no programa, não poderia faltar um arquivo com imagens da longa carreira de Cid Moreira na televisão. Emocionado, o apresentador recebe uma homenagem pela plateia com uma salva de palmas.